Economia Circular

Economia Circular

"A economia circular, preconizada no Programa do XXI Governo Constitucional, é um conceito estratégico que assenta na prevenção, redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. Substituindo o conceito de «fim -de -vida» da economia linear por novos fluxos circulares de reutilização, restauração e renovação, num processo integrado, a economia circular é vista como um elemento -chave para promover a dissociação entre o crescimento económico e o aumento no consumo de recursos, relação tradicionalmente vista como inexorável.

Inspirando -se nos mecanismos dos ecossistemas naturais, a economia circular:
   i) promove uma reorganização do modelo económico, através da coordenação dos sistemas de produção e consumo em circuitos fechados;
   ii) caracteriza--se como um processo dinâmico que exige compatibilidade técnica e económica (capacidades e atividades produtivas) mas que também requer enquadramento social e institucional (incentivos e valores);
   iii) ultrapassa o âmbito e foco estrito das ações de gestão de resíduos, como a reciclagem, visando uma ação mais ampla, desde o redesenho de processos, produtos e novos modelos de negócio até à otimização da utilização de recursos — «circulando» o mais eficientemente possível produtos, componentes e materiais nos ciclos técnicos e/ou biológicos.

Procura -se, assim, o desenvolvimento de novos produtos e serviços economicamente viáveis e ecologicamente eficientes, radicados em ciclos idealmente perpétuos de reconversão a montante e a jusante. Os resultados são a minimização da extração de recursos, maximização da reutilização, aumento da eficiência e desenvolvimento de novos modelos de negócios."

Plano de Acção para a Economia Circular

(Resolução do Conselho de Ministros n.º 190-A/2017)

As PME e a Economia Circular

 As PME, pela sua diversidade, conferem resiliência ao tecido empresarial e ao sistema económico em épocas de transição e mudança. Nesses momentos, enquanto as grandes empresas asseguram volume e eficiência, as pequenas empresas são mais ágeis a oferecer modelos alternativos.

No roteiro para a transição para uma Economia Circular, elaborado pela Fundação Ellen Macarthur, constata-se que em pequenas e médias empresas, através de inovação e empreendedorismo e no contexto de uma nova economia baseada em serviços, esta transição representa uma oportunidade de de €1.8 biliões de euros para a EU, com benefícios na criação de emprego e na redução das emissões de Gases de Efeito Estufa.

As PME têm um papel fundamental nesta aceleração também pela sua proximidade às comunidades locais, pelo que todos os esforços na promoção de processos e projectos colaborativos de inovação devem ser apoiados e valorizados.


Principais Portais para a Economia Circular

ECO.nomia: Portal Português para a Economia Circular

Fundação Ellen Macarthur

Circle Lab - Base de dados de Casos Práticos